Pular para o conteúdo principal

PUBLICIDADE

Pré-candidata, jornalista chama Bolsonaro de mentiroso e o compara a Hitler

Divulgação

Ex-apresentadora do Jornal Nacional e do Fantástico, a jornalista Valéria Monteiro, pré-candidata a Presidência da República, gravou um vídeo em que chama o deputado Jair Bolsonaro de mentiroso e o compara ao ditador nazista Adolf Hitler. Valéria desafia o seu eventual concorrente a um debate.
“Hoje vim aqui falar com você, Bolsonaro. Você é um mentiroso. O seu discurso de ódio faz as pessoas brigarem. Você não respeita as diferenças e vou lutar até o fim contra isso que é o pior do ser humano”, critica na abertura da gravação.
“Hitler começou assim. Pegou uma Alemanha pobre, descrente, que precisava de autoestima. Convenceu as pessoas através do medo a acreditar em suas mentiras assim como você faz. Levou o mundo à maior guerra de sua história”, segue a jornalista.
Valéria Monteiro diz que sua pré-candidatura busca a união e a conciliação enquanto Bolsonaro usa o discurso da guerra e do medo para atrair o eleitorado e dividir ainda mais o país.
“Você é um mentiroso e usa o medo para aterrorizar as pessoas que já vivem com medo, medo de não pagar as contas, medo de perder o emprego, de viver no meio da violência. O que você tem a oferecer às pessoas é o medo e não vou deixar você fazer isso. Acha engraçado brincar de guerra, acha engraçado mostrar arma para uma pessoa.”
Segundo ela, o brasileiro está descrente da política por causa de Bolsonaro e das “velhas raposas da política, que têm rabo preso”. “Marque local e hora, vamos debater, Bolsonaro. Porque seus 15 minutos de fama acabaram”, encerra.
Natural de Belo Horizonte, Valéria atuou como âncora do Fantástico entre 1988 e 1991 e em 1992 foi a primeira mulher a apresentar o Jornal Nacional. Saiba mais no yahoo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Itaú lideram em cobrança abusivas

O Banco Itaú é uma das maiores financeiras da America latina em valores ativos e clientes, presente em 21 países, o banco possui cerca de 5 mil agências no Brasil e no exterior e 26 mil caixas eletrônicos e pontos de atendimento. 

A instituição também lideram em reclamação nos órgão de defesa do consumidores. O braço direito do Banco, o Itaucard lidera desde cobrança duas vezes na mesma fatura ou até erro de desconto de juros e valores cobrado indevidamente.

Quando os clientes busca os canais do Itaú para corrigir os erros, são mal atendido e também a instituição demoram na busca de solucionar os problemas, isto quando o Banco ignora o cliente sem dar nem uma solução e continuando com a cobrança indevida.


Brasil desativou 16 mil leitos pediátricos desde 2010

Um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostrou que nos últimos nove anos o Brasil desativou 15,9 mil leitos de internação pediátrica, aqueles destinados a crianças que precisam permanecer no hospital por mais de 24 horas. Segundo a SBP, dados obtidos no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES), mantido pelo Ministério da Saúde, indicam que em 2010, o país dispunha de 48,8 mil leitos no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2019, segundo dados relativos ao mês de maio, o número baixou para cerca de 35 mil.  A pesquisa também mostra que os leitos disponíveis nos planos de saúde ou em unidades privadas caíram em 2.130 no mesmo período, com 19 estados perdendo leitos pediátricos nessa rede. São Paulo desponta com a maior queda: ao todo foram 762 unidades encerradas, seguido do Rio Grande do Sul (-251) e Maranhão (-217). Segundo os dados, os estados das regiões Nordeste e Sudeste foram os que mais sofreram com a redução de leitos de internação no SUS, com 5…

Brasil tem 432 mortes e 10.278 casos confirmados do novo coronavírus

O balanço dos casos de covid-19 no país neste sábado (4) aponta 432 mortes em razão da doença e 10.278 casos confirmados por exeme laboratorial. Os dados são do Ministério da Saúde e foram coletados até as 14h. A taxa de letalidade registrada pela pasta no país é de 4,2%. Os novos números indicam um aumento de 72 óbitos em relação a sexta-feira (3), quando o país registrava 359 óbitos e 9.056 casos confirmados. O ministério continua trabalhando com a previsão de entrega de 20 milhões de testes para diagnóstico de covid-19, mas afirma que essa projeção depende da disponibilidade do mercado, da logística e distribuição. Para a próxima semana, cerca de 290 mil testes serão distribuídos.  Os casos seguem concentrados no Sudeste, especialmente no estado de São Paulo, com 4.466 casos dos 10.278 totais e 260 óbitos. Veja os números. Óbitos por estado Acre: 0
Amazonas: 12
Amapá: 1
Pará: 1
Rondônia: 1
Roraima: 1
Tocantins: 0
Alagoas: 2
Bahia: 7
Ceará: 22
Maranhão: 1
Paraíba: 1
Pernambuco: 2
Piauí: 4
Rio Grande do …