segunda-feira, 4 de março de 2019

Greca aumenta a tarifa para R$ 4,50, na véspera do Carnaval


Nesta sexta-feira (22), a prefeitura de Curitiba anunciou o reajuste da tarifa do transporte coletivo da cidade de R$ 4,25 para R$ 4,50. O valor passa a valer a partir da próxima quinta-feira (28).
Segundo a Urbanização de Curitiba (Urbs), a tarifa técnica, que é o valor que o poder público repassa para as empresas que operam o transporte, deve chegar a R$ 5,20. Mesmo tendo que cobrir um buraco de 70 centavos por passageiro, o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, garantiu que não haverá novos reajustes para os usuários do transporte coletivo até fevereiro de 2020.
“A tarifa técnica vai subir, hoje ela está em R$ 4,79. Assim que tiver o discídio de motoristas e cobradores, nós teremos esse aumento. Ela chegará a R$ 5,20, mas os cálculos com os subsídios mostram que nós conseguiremos segurar a tarifa para o passageiro em R$ 4,50 até fevereiro de 2020”, afirmou.

Com o aumento da passagem, a diferença entre as tarifas técnica e social ficará em 24 centavos, o que, segundo a Urbs, representa um déficit de R$ 4 milhões ao mês e R$ 48 milhões ao ano.
A Prefeitura vai subsidiar parte do custo com as empresas de transporte com a aplicação de R$ 50 milhões. Já o subsídio do Governo do Estado será de R$ 150 milhões.
Segundo Ogeny, isso vai possibilitar a integração do transporte de Curitiba com a Região Metropolitana. “É um ganho substancial porque nós temos todas as cidades que rodeiam Curitiba a R$ 4,50 também. Então o passageiro não fica confuso com a variação de passagens nos municípios”, disse.
O presidente da Urbs disse que a passagem já ficou congelada por um bom tempo, sendo inevitável segurá-la ainda mais. “A passagem ela subiu em 2017 no início da gestão e ficou 2017 e 2018 sem subir. Nós tivemos uma inflação acumulada de 6,8% então o reajuste foi abaixo disso”, explicou.
A rede transporta um milhão e trezentos mil passageiros por dia, só a metade paga, o restante são gratuidades.
Até a próxima quarta-feira (27), o passageiro pode recarregar o cartão ainda no valor antigo de R$ 4,25. o valor máximo será de R$ 800.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentario para ajudar elevar a qualidade desse blog.Aceitamos parceiro com outros blog.

 
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top